04/06/10


Pela noite as estrelas vão cobrir-se de janeiras nuvens e,
entre os penedos, na folia da sede,
as conchas vazias abrir-se-ão apressadas à chuva.
E porque te espero…hoje ainda,
como as conchas,  
entre os penedos mortos da praia,
lavarei as mãos ocas de nada, 
ocas de qualquer coisa tua.

2 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Liza Akter disse...

 Nice Post
http://bdchotisex.blogspot.com
http://Nacket-bd.blogspot.com

ao lado